O Plano Agrícola e Pecuário 2018/2019 está em construção para adequar o orçamento apertado. O Ministério da Agricultura busca sugestões das lideranças rurais e dos produtores nas principais regiões produtoras do país para garantir a eficiência da aplicação dos recursos.

Eleger prioridades é um desafio com o aumento dos custos e a dificuldade de melhorar as taxas de juros. Para o secretário de Política Agrícola, Neri Geller, o Ministério da Agricultura tem todo respaldo para definir os rumos dos recursos usados para equalizar e dar suporte ao Plano Agrícola e Pecuário. A autonomia da pasta permite maior agilidade para remanejar recursos de um programa para outro quan​​do necessário, como aconteceu no ano passado para complementar as linhas de investimentos em armazenagem.

Além da equipe econômica e toda a costura interna no governo, as principais demandas vêm diretamente do campo. O secretário convocou os produtores para, no próximo dia 23 de março, em Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, ajudarem a finalizar o plano. Neri Geller também falou sobre a subvenção para o programa de Seguro Rural, não prometeu mas tem como meta buscar R$ 550 milhões. Por enquanto, o orçamento só garante R$ 400 milhões.

Confira a entrevista completa:

Marcelo Lara – colunista do suino.com